terça-feira, 28 de agosto de 2012

Inocência (Gonçalves Dias)

(..)..Por inocente tens medo
De tão cedo,
De tão cedo ter amor;
Mas sabe que a formosura
Pouco dura,
Pouco dura, como a flor.(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário